quinta-feira, 27 de maio de 2021

Prefeito de Macau antecipa salários de maio para esta sexta-feira, dia 28


Nesta sexta-feira, 28, os servidores efetivos da Prefeitura de Macau, amanhecem com os salários de maio, depositados em conta. Com essa medida, o médico e prefeito, José Antônio de Menezes, antecipa a data de pagamento do calendário, que ele anunciou no início deste ano e ainda, estará pagando, salários de dezembro de 2020, para servidores da ativa, que ganham até R$ 2.750,00. 
Em relação aos salários de maio dos servidores aposentados e pensionista, a MacauPrev mantém o pagamento para o início de junho, conforme previsto no calendário de pagamento. Essa categoria do servidor público municipal, que também ficou sem salários em dezembro do ano passado e que ganha até R$ 2,750,00, vai receber seu provento atrasado junto com o salário do mês.  

Neste mês de maio, o município de Macau atinge a marca de pouco mais de R$ 8 milhões desembolsados para quitar folhas atrasadas, somente nos últimos 5 meses. Somado a esta conta, a prefeitura também já pagou neste período, perto de R$ 400 mil em pequenas dívidas ajuizadas de gestões anteriores.

quarta-feira, 26 de maio de 2021

Ala das carnes do Mercado Albino Melo ganha exautores eólicos


O Mercado Público Albino Melo tem uma novidade: com 14 box, a ala de comercialização de carnes, acabou de receber exaustores eólicos. O investimento da prefeitura atende uma reivindicação dos comerciantes.

Segundo Júlio César, adjunto da pasta de Infraestrutura, com as altas temperaturas, havia riscos de prejuízos para os comerciantes em relação à conservação das carnes.

A Prefeitura de Macau também concluiu a revitalização da ala de banheiros públicos do mercado, faltando apenas à instalação do guarda corpo. Os exaustores são aquisição do município, na gestão do prefeito José Antônio de Menezes.

segunda-feira, 24 de maio de 2021

A PRESENÇA DO GRANDE LÍDER HÉLIO DE MUNDINHO MOVIMENTOU O FINAL DE SEMANA NO DISTRITO DE BAIXA DO MEIO


O líder político da cidade de Guamaré, o grande campeão invicto Hélio de Mundinho (MDB), esteve reunido ao lado de amigos no último sábado (22), no distrito de Baixa do Meio. 
Abraços, expressões de carinho e de confiança deram o tom do encontro que contou com a presença ilustre do incansável guerreiro do povo.

Durante o encontro muitas foram as expressões de reconhecimento do trabalho e do compromisso de Hélio com a população de Baixa do Meio. “Ele é um homem que sempre trabalhou em favor do povo da nossa comunidade,  é de luta, ele está sempre ao lado dos mais humildes e não é de hoje. Em seu mandato realizou várias ações que melhorou a vida da nossa gente", lembra uma moradora em contato com a nossa reportagem. 

O grande líder que gosta do cheiro do povo e que demonstrou mais uma vez a sua expressiva liderança por onde passa, maior prova é que; o povo não esquece daquele que trabalhou e deixou sua marca e seu legado na administração pública.

quarta-feira, 19 de maio de 2021

A Prefeitura de Macau enfrenta a pandemia com respeito às pessoas. A entrega das cestas básicas ao público do Bolsa Família começou pelos moradores do Porto de São Pedro, Conjunto Arnóbio Abreu e Porto da Pescaria


Nesta quinta-feira, 20, recebem os moradores do Valadão e Bairro dos Navegantes e na sexta-feira, 21, os moradores do Centro. 

Com todos os protocolos de prevenção à covid, as entregas estão acontecendo no Complexo Educacional Padre João Penha Filho. 

Fotos: Agência Zero84

Mesmo com atraso, é fundamental tomar segunda dose da vacina


Com relatos de atrasos da segunda dose da vacina contra a Covid-19 em alguns estados, especialistas orientam a população a completar a imunização, mesmo depois do prazo recomendado pelo laboratório.

 De acordo com o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), o médico pediatra Renato Kfouri, quem não conseguiu tomar a segunda dose no momento agendado deve tomar assim que possível. Kfouri frisou ainda que nenhuma dose é perdida. “Nestes casos, onde o atraso ocorreu, essa vacinação deve acontecer o mais rápido possível, para que esse esquema seja finalizado o quanto antes. Não há nenhuma informação de que doses aplicadas e que eventualmente não completadas sejam perdidas, muito pelo contrário, o que as vacinas nos ensinam ao longo de décadas de sua utilização, é que nenhuma dose é perdida, o esquema começado só deverá ser completado, jamais reiniciado”, frisa o médico. 

Ele destaca ainda que a segunda dose não é um reforço, mas um esquema vacinal. Quanto aos intervalos, Kfouri esclarece que os intervalos maiores, de 90 dias, permitidos para as vacinas da Astrazeneca e da Pfizer é baseado em estudos,. “Com a CoronaVac não há dados de eficácia da vacina após a primeira dose, por isso o limite é menor, do intervalo entre a primeira e a segunda de 28 dias, mas todas devem ser feitas dentro do prazo estipulado”.

Cinco são presos em operação contra rede de exploração sexual infantil no RN, 17 estados e no DF


A Polícia Civil do RJ iniciou ontem (18) a Operação Lótus, contra uma rede nacional de exploração sexual infantil. Até a última atualização desta reportagem, cinco homens tinham sido presos, todos no RJ. Agentes da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav-RJ) saíram para cumprir 68 mandados de busca e apreensão em 18 estados e no Distrito Federal (veja abaixo a lista de alvos por UF). Não há mandados de prisão, mas se uma equipe flagrar pornografia infantil em um endereço, o alvo é preso em flagrante. No Rio, onde havia nove mandados, agentes foram para residências em Jacarepaguá e Guaratiba, na Zona Oeste; em Duque de Caxias, na Baixada; em Niterói; e em Campos e Macaé, no Norte do estado. ‘Imagens estarrecedoras’ Segundo o delegado Adriano França, titular da Dcav, em um ano de investigações, a especializada identificou diversos grupos que trocavam fotos e vídeos “com imagens estarrecedoras”. 

Até bebês apareciam no material pornográfico interceptado, de acordo com as investigações. Alvos por estado 

Bahia: 5 Ceará: 3 Distrito Federal: 1 Espírito Santo: 3 Goiás: 5 Maranhão: 1 Mato Grosso: 2 Minas Gerais: 6 Pará: 4 Paraná: 1 Pernambuco: 2 Piauí: 1 Rio de Janeiro: 9 Rio Grande do Norte: 1 Rio Grande do Sul: 6 Rondônia: 1 Santa Catarina: 1 São Paulo: 15 Sergipe: 1

terça-feira, 18 de maio de 2021

Prefeito participa da entrega simbólica de cestas básicas de programa que vai atender mais de 3 mil famílias


Para ajudar a amenizar os impactos da pandemia para mais de 3 mil famílias em vulnerabilidade social, a Prefeitura de Macau, através da Secretaria de Assistência Social, começa a entrega de mais de 3 mil  cestas básicas aos cidadãos inscritos no Bolsa Família,  que estão com o benefício ativo.

Nesta terça-feira, 18, aconteceu a entrega simbólica das três primeiras cestas básicas do programa, com a presença do prefeito José Antônio de Menezes, do presidente da Câmara Municipal, Givagno Patrese e do vice-prefeito, Rodrigo Aladim. A entrega ocorreu no Complexo João Penha Filho com a presença da Secretária de Assistência Social, Kelly Teodósio.

“Essas cestas são bênçãos de Deus. Estou com meu marido desempregado e esses alimentos chegam na boa hora”, disse a dona de casa, Cristina Venâncio, moradora da comunidade de Várzea Cercada. Ela representou os usuários Bolsa Família, moradores dos distritos e comunidade de Macau.

As palavras de dona Cristina Venâncio foram reforçadas por Daniele de Melo, moradora da Rua Angicos, no Porto e Kátia Cilene, moradora do Porto da Pescaria. Elas agradeceram ao prefeito José Antônio pelas cestas básicas, que vão garantir segurança alimentar em meio à pandemia.

“É um compromisso de governo cuidar das pessoas, principalmente daquelas que precisam mais das políticas públicas, mas para chegar até aqui foi necessário cumprir etapas da burocracia do serviço público”, declarou o prefeito José Antônio de Menezes.

A distribuição, sob a responsabilidade da equipe da Secretaria de Assistência Social, começa nesta quarta-feira, 19, no Complexo João Penha Filho, atendendo no primeiro dia, das 08h às 17h, somente os moradores do Porto de São Pedro.

Para ter acesso ao benefício, é preciso apresentar o cartão do Bolsa Família com o número do NIS e CPF e o usuário deve está ativo no programa. Na quinta-feira, 20, recebem as cestas, as famílias que residem no Valadão e no Bairro dos Navegantes, já na sexta-feira, 21, a SETHAS atenderá as famílias que residem no Centro. A prefeitura vai divulgar nos próximos dias, a data e os locais das entregas das cestas destinadas aos moradores dos distritos e comunidades.  

Fotos: Agência Zero84

Fiern considera “inoportunas” as divergências políticas na pandemia


O presidente da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Amaro Sales, em artigo publicado no site da entidade, qualificou como “indevida e inoportuna divergências políticas e até o enfrentamento ideológico” tendo como pano de fundo a vacinação contra a Covid-19. 

Mesmo entendendo fazer parte do processo democrático, Amaro entende que gastar tempo com esse debate “me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna”. “Deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia”, criticou. 

Para o presidente da Fiern, “todos precisam da vacina” e “o esforço para fazê-la chegar o quanto antes e ao maior número de pessoas deveria ser o grande sentimento nacional de articulação e unidade envolvendo Governos, Parlamentos, Judiciário, Ministério Público e sociedade brasileira”. Amaro reconheceu que “estamos – todos – exaustos diante da pandemia e que os profissionais da saúde, “sem dúvida, são heróis diante de tudo que ocorre há mais de 14 meses”. Salientou o que chamou de “luta diária, imensa e tensa” e os “empreendedores também estão diante das últimas forças. São heróis da resistência”. 

O dirigente pergunta no texto se a “vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da covid-19” e “se há consenso em torno da solução, por que não fazemos um grande esforço para consolidá-la?” 

Leia o texto na íntegra: 

“A vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da COVID-19. Ora, se há consenso em torno da solução, porque não fazemos um grande esforço para consolidá-la? Entendo as divergências políticas e até o enfrentamento ideológico e eleitoral. Faz parte do processo democrático. Entretanto, deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia, com o devido respeito, me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna. Todos precisam da vacina! O esforço para fazê-la chegar o quanto antes e ao maior número de pessoas deveria ser o grande sentimento nacional de articulação e unidade envolvendo Governos, Parlamentos, Judiciário, Ministério Público e sociedade brasileira. Estamos – todos – exaustos diante da pandemia… Os profissionais da saúde, sem dúvida, são heróis diante de tudo que ocorre há mais de 14 meses. Luta diária, imensa e tensa! Os empreendedores também estão diante das últimas forças. São heróis da resistência. Não tem sido fácil para ninguém, mas para os empreendedores tem sido ainda mais difícil diante de medidas que limitam o fluxo de pessoas, o funcionamento de estabelecimentos e, no quadro geral, a crise econômica que afeta seriamente o consumo e, consequentemente, os negócios em geral. A vacina, além de salvar vidas humanas, o que é a prioridade, possibilitará o retorno de várias atividades econômicas e fortalecerá outras tantas! É fundamental, em resumo, para a economia. Portanto, apresenta-se com, pelo menos, três grandes consequências: a vacina salva vidas, restabelece o ciclo virtuoso da economia e abrirá, novamente, as portas de inúmeras famílias e amigos para o reencontro tão desejado nos últimos meses! A pandemia gravemente nos afastou da convivência de tantas pessoas de nossa estima e de hábitos que nos ajudavam a trazer felicidade aos nossos dias. Somente a vacina, como medida eficaz, pode restabelecer o “nosso normal”, mesmo que ele seja “o novo normal”. Neste sentido, enfim, reconhecendo o esforço que já resultou em quase 83 milhões de doses distribuídas, fica a pergunta: dada a gravidade do momento e considerando que já temos uma solução, porque não envidar todos os esforços na direção de fortalecê-la? É necessário que cada um assuma sua parte nesta missão e atue como for possível. À exemplo do Sistema Indústria no Rio Grande do Norte que, em parceria com as Prefeituras de Natal e Mossoró, estruturou 35 pontos de vacinação em um modelo que é referência de qualidade para todo país. O “Ação pela Vida” conta com a expertise do SESI-RN atuando na coordenação dos postos; o SENAI-RN com a infraestrutura, cessão de espaço, pessoal de apoio e protetores faciais; além do IEL-RN que intermediou estagiários para a Ação e a FIERN na coordenação institucional. A Ação Pela Vida já imunizou mais de 17 mil pessoas e segue em seu compromisso de acelerar o processo de vacinação. Questionamentos, equívocos, interpretações diferentes, aprendizados, isto é, existem falhas em tudo e não seria diferente diante de uma pandemia para a qual o mundo não estava preparado. Mas, o momento exige olhar para frente, corrigir eventuais equívocos e resolver! Politizar a solução, montando palanques diante da pandemia, não é postura que ajude o Brasil. Pensemos nisso! E que Deus nos ajude!”

Abuso sexual infantil: como identificar, prevenir e combater


Há exatos 48 anos, a pequena Araceli desapareceu em Vitória, no Espírito Santo. Só foi encontrada seis dias depois. Espancada, estuprada, drogada e morta. Seu corpo foi desfigurado com ácido. Os suspeitos foram absolvidos e o crime, arquivado. 

A data do assassinato ficou marcada e, no ano 2000, foi instituído o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, lembrado nesta terça-feira 18. O assassinato brutal de Araceli é apenas a faceta de um crime que acontece diariamente dentro dos lares. Nem todos terão esses requintes de crueldade e nem todos serão cometidos por psicopatas ou pessoas fora da lei. A maioria deles vai ocorrer com quem já tem a confiança da criança. “Infelizmente o pedófilo, o abusador, ele está dentro de casa ou frequenta a casa ou faz parte do núcleo familiar em que aquele menor convive”, afirma Raquel de Andrade, presidente do Instituto Infância Protegida, organização não governamental (ONG) do Espírito Santo que dá amparo jurídico e psicológico a crianças, adolescentes e adultos vítimas de violência sexual.

 Foi exatamente o que aconteceu com M.C, hoje com 31 anos. “Não sei ao certo em qual idade começaram os abusos, tenho alguns flashes de cenas aos oito ou nove anos. Um amigo do meu pai, devia ter seus 60 anos, alcoólatra e fumante (digo isso porque o cheiro dele não esqueço) me pegava em um canto, em churrascos nos finais de semana, onde todos os adultos estavam, sem condições de zelar pelo bem-estar das crianças. Fazia isso comigo e com a minha irmã ao mesmo tempo”, lembra. Infelizmente, esse não foi o único episódio de abuso pelo qual ela passou: “Pouco tempo depois, um professor particular me dava aulas de violão em casa. Eu com 11, ele com 35. Ele me disse, depois de uma aula, que eu era muito bonita, que tinha um estilo legal e me pediu um beijo”, relata. Os abusos deixaram marcas. “Aos 11, eu me cortava e pensava bastante em suicídio”. Mesmo assim, seu pai não acreditou. Obrigou M.C. a conviver com o amigo abusador até que ele morresse. “Me levou ao velório, inclusive”. Aos 13, mais uma vez, M.C. foi vítima de quem mais confiava. Dessa vez, uma amiga, com 25 anos, que a convidou para passar a semana em sua cidade. “Quando cheguei, ela me mostrou vídeos pornôs e prostitutas na rua, me explicou o que era sexo porque eu ainda não sabia bem. Me oferecia bebidas e drogas, fazia com que eu me sentisse descolada e importante. Tive relações com o seu irmão, foi a minha primeira vez. Chorei assim que acabou.”, lembra. 

Depois disso, a amiga a convenceu a manter relações com outras pessoas. Mesmo traumatizada, M.C. acreditava que tinha se tornado adulta e experiente. Só anos depois, percebeu que havia sido aliciada. “Sinto que um pedaço de mim, que me trazia inocência e vivacidade, foi roubado antes que eu tivesse consciência dele.”, lamenta. 

A presidente do Instituto Infância Protegida vai além quando diz que não existe perfil de abusador: embora a maioria seja do sexo masculino, mulheres também abusam, como babás, funcionárias de creche, mães, avós.  “Um caso em especial que estamos cuidando é o de uma que mãe precisava trabalhar e deixou a criança com a avó. A avó estava abusando da criança”, conta. Para se ter uma ideia do volume de abusos, de 2011 ao primeiro semestre de 2019, foram registradas mais de 200 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes, segundo dados da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos, por meio do serviço Disque 100.

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Prefeitura começa a vacinar pessoas com comorbidades com 30 anos ou mais em Macau


A Prefeitura de Macau começa a vacinar nova faixa etária das pessoas com comorbidades contra Covid-19: 30 anos ou mais com comorbidades, nesta terça-feira (18), no drive thru da Praça Monsenhor Honório. O município dá sequência à vacinação em pessoas com deficiência, cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Segundo a secretária municipal de Saúde, Terezinha Menezes, as pessoas com as comorbidades relacionadas pelo Ministério da Saúde, no Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, devem apresentar a comprovação da comorbidade. 

“É importante que as pessoas levem  principalmente, laudo médico, prescrição médica ou exame comprobatório para que a vacina possa ser aplicada”, disse, reforçando a necessidade do cadastro na plataforma RN Mais Vacina. 

Têm direito à vacinação, a partir desta terça-feira-feira, pessoas com 30 anos ou mais, portadoras de diabetes melitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doença cerebrovascular, imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade mórbida e doenças renais crônicas. O drive da vacina funciona das 08h às 13 horas.

Prefeito de Guamaré recebe comitiva do Ministro Rogério Marinho e Polo Cloroquínico entra na lista de prioridades da pauta


O município de Guamaré recebeu neste domingo, 16, a comitiva do Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que desembarcou na cidade acompanhado do Deputado Federal, Benes Leocádio e dos Deputados Estaduais, Hermano Morais e Tomba Faria.

A convite do prefeito Eudes Miranda, participaram da agenda, o presidente da Câmara Municipal, Diego de Lisete e vereadores. Na ocasião, foi discutida a possibilidade de Federalização da RN-401/rodovia João Pedro Filho, que liga a sede do município ao distrito de Baixa do Meio.

Na conversa com o prefeito e os vereadores, onde também participou o líder político, Hélio Willamy, o Ministro Rogério Marinho deu a feliz notícia da real possibilidade da instalação do Pólo Cloroquímico de Guamaré, que abrirá postos de trabalho e vai gerar renda para o município.

O primeiro estudo para implantação desse polo foi feito em 2015, na gestão do então prefeito, Hélio Willamy e teve avanços no governo do ex-prefeito Adriano Diógenes. “É um privilégio a nossa cidade ter a oportunidade de retribuir hoje a visita que fizemos ao ministro Rogério Marinho no seu gabinete em Brasília, ainda no ano passado, onde nós, representantes do povo, apresentamos reivindicações importantes da população”, concluiu o prefeito Eudes Miranda.

domingo, 16 de maio de 2021

Prefeito Zé Antônio reúne vice-prefeito, vereadores e apresenta pleitos de Macau ao Ministro Rogério Marinho


Neste domingo (16), o prefeito de Macau, José Antônio de Menezes, reuniu o vice-prefeito Rodrigo Aladim e nove, dos dez vereadores da bancada governista, na Câmara Municipal de Macau para apresentar pleitos importantes da população ao Ministro do Desenvolvimento Regional, o potiguar Rogério Marinho. 

José Antônio de Menezes recebeu o ministro Rogério Marinho na sua residência. Na ocasião, foram apresentados projetos de recuperação e construção de praças, ginásios poliesportivos, construção de calçadão e ciclovia. O ministro também recebeu reivindicações nas áreas de geração de emprego, abastecimento de água, saneamento e habitação.  

Durante a visita, o prefeito lembrou que a força de Rogério Marinho junto os outros ministérios do Governo Bolsonaro, será importante para desentravar alguns projetos do município e trazer benefícios para a população.  Os secretários de Finanças, Fábio Sá e de Infraestrutura, Winston Paiva também acompanharam a agenda administrativa. 

O vice-prefeito Rodrigo Aladim lembrou que graças a credibilidade que a Prefeitura hoje tem, depois de alguns anos, o município recebe a visita de um ministro de estado. “A população percebe que as coisas estão acontecendo. Isso é muito bom e esperamos que essa visita traga bons resultados”, afirmou.

O ministro Rogério Marinho informou que está visitando outros municípios potiguares e fez uma prestação de contas das obras do governo federal no estado. Parte da pauta também foi dedicada a preocupação com a situação econômica da região em razão dos desinvestimentos da Petrobras.  

O presidente da Câmara, Givagno Patrese, falou em nome dos vereadores e agradeceu a presença do ministro, que esteve no município acompanhando no deputado federal, Benes Leocádios.  “O ministro esteve aqui nos ouviu e isso facilita na parceria do governo federal com a Prefeitura”, afirmou.

Texto: Assecom
Fotos: Theu Maia/Assecom-CMM

sexta-feira, 14 de maio de 2021

Bolsonaro compara seu governo ao de Lula e chama petista de “ladrão de 9 dedos”


Nesta quinta-feira, 13, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se referiu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como “ladrão de nove dedos” em discurso de cerimônia de entrega de casas populares em Alagoas. A declaração aconteceu um dia após a pesquisa Datafolha apontar que Lula vence Bolsonaro em um eventual segundo turno das eleições presidenciais em 2022. 

“A Caixa com o ladrão de nove dedos dava prejuízo. Agora, em nosso governo, traz mais do que lucros, traz benefícios ao povo brasileiro”, disse o Bolsonaro ao lado de Pedro Guimarães , presidente da Caixa. Além de Guimarães, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira , os ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Gilson Machado (Turismo), João Roma (Cidadania) e o senador Fernando Collor acompanharam a visita presidencial. Segundo a pesquisa do Datafolha, Lula aparece com 41% das intenções de voto no primeiro turno, contra 23% de Bolsonaro.

 Em um eventual segundo turno entre o petista e o atual presidente, Lula abre vantagem, com uma margem de 55% a 32%. Na terça-feira, 11, o presidente já tinha se referido a Lula de forma pejorativa ao pedir mais uma vez a aprovação da chamada ‘PEC do Voto Impresso’ no ‘cercadinho’ do Palácio da Alvorada.

"O pessoal fala do ‘barbudo’, o ‘nove dedos’ , olha quem estava do lado dele. Olha o padrão dos meus ministros e o dos dele. Vai voltar aquela turma toda”, disse. No discurso de hoje, Bolsonaro não citou o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL) nominalmente, mas afirmou que “se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas”, fazendo menção ao termo usado pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) ontem durante o depoimento do ex-secretário de comunicação , Fábio Wajngarten , na CPI da Covid. Após a afirmação, apoiadores que estavam na cerimônia começaram a gritar em uníssono “Renan, vagabundo!”. Em resposta à ovação, o presidente afirmou que “ O recado que eu tenho para esse indivíduo é que: se quer fazer um show tentando me derrubar, não fará. Somente Deus me tira daquela cadeira”. Bolsonaro ainda afirmou que seria “um crime o que está acontecendo nessa CPI”. Além disso, em sua fala, exaltou membros do governo que estavam presentes. “Arthur Lira está na Câmara pela graça de Deus e tem sido excepcional naquilo que o legislativo tem pedido”, disse Bolsonaro. 
Ele também afirmou que é “um prazer redobrado estar ao lado de Collor”.

Fátima Bezerra solicita ao Ministério da Saúde insumos para kit intubação e equipamentos hospitalares


Em reunião virtual com o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, a governadora Fátima Bezerra (PT), o vice-governador, Antenor Roberto, o secretário de Estado da Saúde, Cipriano Maia, e a equipe da Sesap fizeram um apelo para o envio imediato de anestésicos e bloqueadores neuromusculares, medicamentos que compõem o chamado “kit intubação”, necessários para os pacientes que precisam passar pelo procedimento. Além do pedido desses insumos, também foi solicitado o envio de equipamentos hospitalares, como monitores, ventiladores pulmonares e bombas de infusão. Junto aos medicamentos, esses equipamentos são fundamentais para concretizar o desbloqueio de leitos para pacientes com Covid-19.

 No Rio Grande do Norte, o governo do estado optou por um modelo de expansão de leitos onde foi fortalecida a rede própria do SUS-RN. No portal Regula RN são 850 leitos para pacientes de Covid-19. Desses, mais de 400 são de UTI. O estado do Rio Grande do Norte, até a noite dessa quarta-feira 28, registrava 27 leitos de UTI bloqueados em decorrência da falta dos medicamentos para o “kit intubação”. A escassez desses insumos e medicamentos para intubação ocorre em todo o país. A situação do estoque da Sesap para a rede estadual e o abastecimento dos 16 hospitais de sua gestão encontra-se no limite, de acordo com os gestores da Secretaria de Estado da Saúde. “Cabe ressaltar o esforço. Temos compras em andamento, e empenho entregue a fornecedores, aguardando a entrega. Então, continuamos nos mobilizando para essa reposição de estoque. Mas, nossa necessidade é imediata para que esses leitos possam ser rapidamente desbloqueados”, afirmou a governadora ao secretário-executivo do Ministério da Saúde.

 “A situação é urgente”, completa. Na ocasião, conforme levantamento realizado em conjunto pela Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN e pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (COSEMS-RN), foi enviado um ofício com uma lista da atual demanda de sedativos e bloqueadores neuromusculares, para o desbloqueio imediato dos leitos, bem como o apoio aos leitos com gestão municipal, ao Hospital Universitário Onofre Lopes, de gestão federal e a serviços filantrópicos. Rodrigo Cruz se prontificou de entregar a demanda ao ministro da saúde, Marcelo Queiroga, imediatamente após a reunião. A responsabilidade de abastecimento de insumos e medicação, em alguns casos, é do próprio hospital. É o caso do Hospital São Luiz, em Mossoró, que tem pactuação de funcionamento com o estado. Porém, a compra dos insumos é de responsabilidade do hospital. Ainda assim, a Sesap informa que, através da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), vem auxiliando hospital São Luiz com envio de anestésicos. Além da falta de medicamentos para o “kit intubação”, outros fatores que dificultam o desbloqueio dos leitos é a falta de alguns equipamentos hospitalares, como monitores e ventiladores pulmonares, e a manutenção na rede de gás medicinal (oxigênio medicinal). Esse foi outro pleito levantado durante a reunião. 

“O Governo do Estado, em 2020, tomou uma iniciativa muito acertada, fruto de uma visão de planejamento, que foi fazer o investimento na nossa rede de gases nos hospitais. No início deste ano, fizemos tratativas com a White Martins para ampliar o fornecimento do gás para a rede hospitalar e também para podermos dar suporte às prefeituras. E, através da justiça, que deu parecer favorável à nossa ação, a White Martins ampliou o fornecimento em 25%”, afirma a governadora. À época, ainda em 2020, quando houve uma crise de falta de oxigênio em alguns municípios, foi solicitado 450 cilindros ao Ministério da Saúde, dos quais chegaram 160. 

“Desde então, venho fazendo um apelo para que o Ministério da Saúde envie o restante dos cilindros que solicitamos, bem como os concentradores de oxigênio”, completa Fátima Bezerra. Sobre a falta de equipamentos nos leitos para Covid-19, a secretária-adjunta Sesap-RN, esclarece que foram solicitados, ainda este ano, 30 ventiladores convencionais e 30 monitores.

 “Temos também leitos bloqueados por falta de monitores que tiveram problemas, que não foram possíveis os reparos, e que se chegassem esse número, também ajudaria na ativação imediata desses leitos. Durante toda a pandemia, para esses mais de 400 leitos de UTI, recebemos 40 monitores do Ministério da Saúde. O ano passado não recebemos. Esses 40 monitores vieram este ano. Cabe ressaltar que este ano foram abertos mais de 190 leitos”, afirma Maura Sobreira. 

Quanto aos ventiladores, a maior parte recebida são do tipo ventiladores de transporte, que estão alocados ou nos municípios, ou nas unidades de transporte como o SAMU, além de UPAS e hospitais de pequeno porte. “Por isso que reiteramos a necessidade de ventiladores convencionais, já que o número ainda não foi suficiente para essa demanda”, acrescenta a secretária-adjunta. Todas as solicitações foram acolhidas pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, que se comprometeu a repassar as demandas ao ministro Marcelo Queiroga para a solução mais rápida possível dos bloqueios dos leitos. Segunda dose da vacina Outro assunto tratado durante a reunião foi a aquisição de vacinas para completar o esquema vacinal das pessoas que tomaram a primeira dose da Coronavac e que se encontram na data limite para a aplicação da segunda dose. “O pleito é a resposta ao ofício enviado solicitando vacinas para as mais de 56 mil doses que estão em atraso da segunda dose (D2) no Rio Grande do Norte”, disse Lyane Ramalho, subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap. 

A Sesap orientou aos municípios a necessidade de resguardo da segunda dose para garantir o esquema vacinal completo. Porém, alguns municípios como Natal, Parnamirim e Mossoró ampliaram o público sem a estratégia de garantir a segunda dose da população. A equipe da Sesap também reforçou com o secretário que as vacinas que estão previstas para chegar e que foram direcionadas para a primeira dose, possam ser utilizadas para a segunda dose (D2). Também sugeriram ao Ministério da Saúde que os estados nessa situação possam ser priorizados em relação à aplicação da segunda dose da Coronavac.

quinta-feira, 13 de maio de 2021

Data anunciada: 89.550 mil doses de vacinas chegam ao RN hoje; 33,8 mil são da Coronavac


O Rio Grande do Norte recebe nesta quinta-feira 13 ao fim da tarde, mais um lote de vacinas. De acordo com a indicação do Ministério da Saúde, serão entregues à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) 89.550 doses, sendo 33.800 unidades da Coronavac/Butantan e 55.750 imunizantes da Astrazeneca/Fiocruz. 

As doses da Coronavac serão voltadas em sua totalidade para atender a vacinação atrasada dos potiguares que aguardam a 2ª dose. A Sesap enviará uma orientação aos municípios para completar o esquema vacinal. Este é o primeiro de dois lotes de Coronavac aguardados, a partir da articulação feita pelo Governo junto ao Ministério da Saúde, incluindo contatos direitos da governadora Fátima Bezerra.

Cerca de 75 mil potiguares ainda esperavam a 2ª dose da Coronavac. O lote de vacinas da Astrazeneca/Fiocruz, segundo indicação do Ministério da Saúde, também é destinado para atender quem tomou a primeira vacina há cerca de 90 dias. Com estes novos lotes, o RN chega a 1,25 milhão de doses recebidas, somando os imunizantes da Coronavac/Butantan, da Astrazeneca/Fiocruz e da Pfizer

Internado por Covid, paciente tem desejo atendido e toma cerveja em hospital


Em recuperação da Covid-19, um paciente, de 58 anos, teve o desejo de tomar uma cerveja realizado. Valdelir está internado há 43 dias no Hospital Santa Isabel, no Vale de Itajaí, em Santa Catarina. 

Segundo o hospital, ele deu entrada no dia 29 de março, foi intubado, traqueostomizado e teve complicações graves relacionadas ao novo coronavírus, mas está se recuperando. Valdelir foi autorizado pela equipe médica, nutricional e de fonoaudiologia a consumir a bebida sem álcool após avaliação e constatação de que o produto não iria interferir no tratamento médico. 

A Equipe Multidisciplinar atendeu ao pedido do paciente por meio do projeto “O que Importa para Você?”, cujo objetivo é aprimorar o cuidado de saúde e a assistência social, ouvindo e realizando o que realmente importa para o paciente além do cuidado hospitalar. Valdelir segue internado na enfermaria Covid sem previsão de alta, de acordo com o hospital

terça-feira, 11 de maio de 2021

Governo do RN discute com Poderes, prefeitos e setor empresarial novo decreto estadual que será publicado na quarta


O Governo do Rio Grande do Norte se reuniu nesta segunda-feira, 10, com chefes dos Poderes, presidentes da Federação e das associações regionais de municípios e representantes do setor produtivo, a fim de receber sugestões e ouvir as demandas para o novo decreto com medidas de enfrentamento do coronavírus que será publicado na próxima quarta-feira, 12. 

A governadora do RN, Fátima Bezerra, esteve reunida com técnicos da Secretaria Estadual de Saúde e do Comitê Científico para tratar das medidas, mas os dados epidemiológicos preliminares mostram que a situação ainda é crítica, apesar da redução na lista de espera por leitos Covid-19 na rede pública de saúde. “São reuniões para fazer as intermediações necessárias com a sociedade, ouvindo suas propostas em todos os segmentos”, disse o secretário estadual de Gestão, Metas e Relações Institucionais (Segri) e coordenador do Pacto pela Vida, Fernando Mineiro. 

Esse foi mais um ciclo de diálogo com os segmentos, o primeiro em que o cenário no interior recrudesceu, levando pelo menos dois municípios a recorrerem a medidas mais restritivas que às contidas no decreto estadual, em função do aumento de novos casos da doença. De acordo com Viviane Lima, coordenadora de regulação da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), o Indicador Composto ainda não permite um tom menor de preocupação, especialmente no que se refere à transmissibilidade do vírus. 

A taxa de ocupação de leitos críticos estava acima de 92% no início da tarde, agravada pela Regional do Oeste, que agora tem 10 pacientes aguardando leito de UTI. “As rotas de regulação permanecem concentradas nas regionais de saúde. Isso significa dizer que, neste momento, não é possível a movimentação de pacientes entre as regiões porque todos os prestadores estão com taxas de ocupação bem altas”, destacou Viviane. Até ontem, o RN tinha 231.852 casos confirmados e 5.655 óbitos. A rede SUS dispõe atualmente de 870 leitos exclusivos Covid, sendo 418 críticos e 452 clínicos.

"Não há outro caminho que não a ciência’, diz ministro da Saúde


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que investimentos em ciência e tecnologia são fundamentais para que o Brasil possa lidar com desafios existentes na saúde pública. Ele participou nesta segunda-feira (10) de um evento para avaliar os resultados parciais de estudos sobre a covid-19, envolvendo diagnóstico, tratamento e vacinas, financiados pelo governo federal. “Não há outro caminho que não [seja] a ciência para que encontremos as soluções para o enfrentamento das questões sanitárias e, sobretudo, de uma situação pandêmica como esta, que felizmente não vivemos todos os dias”, declarou Queiroga durante a abertura do seminário. 

Ele defendeu ainda que o setor privado tenha mais participação nas pesquisas, em conjunto com universidades. “Nos Estados Unidos, maior economia do mundo, o investimento em pesquisa não é feito só pelo governo, há uma forte participação da iniciativa privada, das indústrias farmacêuticas, atuando em parceria com as nossas universidades. E criando ali um ambiente muito propício para o desenvolvimento de inovações que podem ser úteis no enfrentamento de situações sanitárias como esta.” Para o ministro, “a indústria estrangeira é muito bem-vinda no cenário do fomento às pesquisas”. Ao longo desta semana, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, o Ministério da Saúde e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) farão o evento como forma de ter um balanço do andamento das pesquisas nacionais para o enfrentamento da covid-19. 

Este foi o primeiro evento público de Queiroga após o depoimento dele na CPI (comissão parlamentar de inquérito) que apura as ações do governo federal durante a pandemia. Ontem, o presidente da CPI, o senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que a postura do ministro foi uma “grande decepção”. Alguns senadores não se conformaram com a falta de clareza dele sobre o uso ou não da cloroquina no Sistema Único de Saúde, algo investigado pelo colegiado. 

O ministro jogou para a Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS) a responsabilidade de decidir sobre o protocolo de tratamento da doença, embora o Ministério da Saúde, sob a gestão de Eduardo Pazuello, tenha emitido diretrizes para o uso da cloroquina. Aziz também afirmou que Queiroga deve ser reconvocado futuramente para falar à CPI.

segunda-feira, 10 de maio de 2021

Sem máscara, Bolsonaro causa aglomeração e desafia regras de combate à covid-19 em ato


O presidente Jair Bolsonaro fez um passeio de moto por mais de uma hora na manhã de ontem (09), Dia das Mães. Ele foi acompanhado por centenas de motociclistas, inclusive o deputado Hélio Lopes (PSL-RJ), que postou em suas redes sociais o trajeto percorrido pelo presidente e pelos demais motociclistas.

Depois do passeio, o presidente causou aglomerações e, sem máscara, foi cumprimentar apoiadores quando retornou ao Palácio da Alvorada. Aos apoiadores, Bolsonaro disse que o passeio de moto deverá se repetir em outras cidades, e citou São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Segundo o presidente, o ato foi uma demonstração de amor à pátria. 

“Esse passeio aqui hoje, com toda a certeza havendo convite, iremos para São Paulo, Rio de Janeiro e BH (Belo Horizonte). É uma demonstração não política, é uma demonstração de amor à pátria de todos aqueles que querem paz, tranquilidade e liberdade acima de tudo”, declarou o presidente, que havia sido recebido pela multidão aos gritos de “mito” e “eu autorizo”. 

O presidente vem sinalizando nas últimas semanas que tomará providências para tratar da questão que ele considera uma violação da Constituição e do direito de ir e vir. No embate com governadores, prefeitos e Supremo Tribunal Federal (STF), por causa das medidas de restrição de locomoção por causa da pandemia, Bolsonaro já declarou que deve preparar um decreto para tratar da questão. 

Mencionando a pandemia, Bolsonaro também voltou a falar que o Exército não irá às ruas para deixar a população em casa: “Tivemos problema gravíssimo no ano passado, algo que ninguém esperava, a pandemia. Mas, aos poucos, vamos descendo. Podem ter certeza: como chefe supremo das Forças Armadas, jamais o meu exército nas ruas para mantê-los dentro de casa”.

Média de mortes diárias por Covid-19 cai 28% em um mês no país


O número de mortes diárias por Covid-19 no Brasil recuou 28,3% em um mês, de acordo com a média móvel de sete dias, divulgada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 Os dados mostram que neste domingo 9 a média diária estava em 2.100 óbitos, abaixo dos 2.930 de 9 de abril. Em 14 dias, a média móvel de mortes caiu 15,8%, já que, em 25 de abril, o número de óbitos diários estava em 2.495. O ápice de mortes foi registrado em 12 de abril (3.124).

 Desde então, os registros têm apresentado uma trajetória de queda, com algumas altas pontuais. A média de móvel de sete dias, divulgada pela Fiocruz, é calculada somando-se os registros do dia com os seis dias anteriores e dividindo o resultado da soma por sete. 

O número é diferente daquele divulgado pelo Ministério da Saúde, que mostra apenas as ocorrências de um dia específico

sexta-feira, 7 de maio de 2021

“Solicitamos 87 mil doses da Coronavac, mas só 15,6 mil serão enviadas”, diz Fátima Bezerra


Mais 15,6 mil doses da Coronavac chegarão ao Rio Grande do Norte neste sábado 8. Todas as doses serão destinadas à segunda dose das pessoas que precisam completar o esquema vacinal. A informação foi confirmada pela governadora do RN, Fátima Bezerra (PT). 

“Pessoal, passando pra avisar que chegarão novas D2 da Coronavac neste sábado ao estado. Solicitamos 87.098 doses, mas infelizmente só 15.600 serão enviadas neste momento pelo Ministério da Saúde. Seguiremos na luta por mais vacinas para o povo potiguar”, escreveu a chefe do Executivo estadual no Twitter.

 Um levantamento divulgado nesta quinta-feira 6 indica que faltam 87.098 doses para completar o esquema vacinal de potiguares: 52.072 na Região Metropolitana de Natal, 3.462 na região de São José do Mipibu, 5.276 na região de João Câmara, 2.478 na região de Santa Cruz, 16.955 na região de Mossoró e Assu, 4.524 na região de Caicó e 2.331 na região de Pau dos Ferros. Dentro desse total, existe hoje a falta de 26.353 doses não enviadas ao Estado pelo Ministério da Saúde e um número considerável de frascos com apresentação de 10 doses que chegaram ao Estado com 9 ou 8 doses, resultando assim numa diminuição de pessoas a serem vacinadas. 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública, a falta de doses tem duas justificativas importantes: uma delas é a aplicação das doses D2 como D1, com ampliação de público não autorizada da vacina Sinovac/Butantan, por parte de alguns municípios do Estado do RN. Os municípios alegam ter seguido orientação do Ministério da Saúde, mesmo o Estado tendo sido contrário. Em nota, a Sesap pontuou que “o pedido do envio de doses do Ministério da Saúde é reforçado pelo atraso de 28 a 48 dias da aplicação da primeira dose, sendo necessário concluir o esquema de vacinação o mais breve possível para assegurar à eficácia da imunidade a população, e assim, reduzir os agravos e possíveis óbitos pela Covid-19”.

"Taxação de livros no Brasil é um retrocesso”, afirma deputado Rafael Motta


No início de abril, a Receita Federal reacendeu a polêmica sobre a taxação de livros. A proposta está embutida no texto da Reforma Tributária, enviado ao Congresso Nacional. A alegação é de que as publicações não são consumidas pelos brasileiros mais pobres. Membro titular da Comissão de Educação da Câmara, o deputado federal Rafael Motta (PSB/RN) entende a taxação como um desestímulo generalizado à busca por conhecimento. 

“A taxação de livros no Brasil é um retrocesso. O Brasil lê pouco já pela falta de estímulo, hábito ou condição. Com a taxação, o cenário só tende a piorar”, pontuou o parlamentar. 

Segundo Rafael, o Governo elegeu seu novo inimigo: o livro. “Querem retirar a isenção tributária é isso vai restringir ainda mais o acesso à leitura. Somos contra obstáculos à informação e ao conhecimento da população”, acrescentou o deputado federal. 

Desde a Constituição de 1946, por iniciativa do escritor e na época deputado constituinte Jorge Amado (1912-2001), os livros são imunes a impostos no Brasil. Em 2004, também se tornaram isentos de algumas contribuições sociais. No entanto, se depender da Receita, a venda de livros passaria a ser tributada em 12%, que é a alíquota sugerida para a Contribuição de Bens e Serviços (CBS) — imposto que deve unificar os tributos federais que incidem sobre o consumo no texto da Reforma Tributária. É de Rafael Motta o substitutivo do Fundo Nacional Pró-Leitura (FNPL), ainda em tramitação no Congresso Nacional. 
A proposta cria um fundo para financiamento de ações e políticas que assegurem o acesso ao livro no Brasil.

quarta-feira, 5 de maio de 2021

Fábio Faria encaminha por engano a Mandetta pergunta a ser feita por governista na CPI da Covid: “Ele apagou”


Ao depor na CPI da Covid, nesta terça-feira, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que declarada por engano do ministro das Comunicações, Fábio Faria, um questionamento que acabou sendo feito pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI ), aliado do Palácio do Planalto. Ao ser confrontado, Ciro não negou ter seguido orientações de Faria. 

– Caro senador Ciro Nogueira, ontem eu recebi essa pergunta, exatamente nessa íntegra, do ministro Fábio Faria. Acho que ele inadvertidamente mandou para mim a pergunta e quando eu ia responder ele apagou a mensagem. Então, eu vou responder para o senhor, mas também para o meu amigo, que foi parlamentar comigo, ministro Fábio Faria – disse Mandetta, em tom de ironia. 

Na pergunta, Ciro questionou se era verdade que Mandetta havia recomendado, em março do ano passado, chá, canja de galinha e reza contra o novo coronavírus. Na época, o ministro da Saúde dizia que as medidas eram “conselhos de avó” e não necessariamente iriam ajudar, mas também não fariam mal. Ele também recomendava que as pessoas evitassem aglomerações. Ao citar a declaração, Ciro Nogueira disse que Mandetta recomendava que as pessoas com sintomas leves permanecessem em casa “fazendo orações, tomando chá e canja de galinha”. Para Ciro, a recomendação foi “equivocada” e resultou em “enorme subnotificação”.

 – Quando temos doenças virais, você tem alguns princípios: temos vacina? Não temos. Temos medicamento retroviral? Não temos. Como vamos conduzir? Vamos observar o paciente, vamos ver-lo, vamos cuidar desse paciente – reagiu Mandetta. Ao receber a mensagem de Fábio Faria, o ex-ministro da Saúde teve tempo para se preparar e disse que pesquisou sobre as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o tema: 

– Ela [recomendação] é exatamente ‘entre em contato com o seu provedor de saúde imediatamente se você sentir os sinais de perigo, dificuldade de respirar, perda da capacidade de respirar, dor no peito’. Esta não é a primeira vez que uma interferência do Palácio do Planalto na atuação de governistas na CPI é identificada. Conforme revelou o GLOBO, os requisitos necessários para os aliados do presidente Jair Bolsonaro, entre eles o senador Ciro Nogueira, possuem uma assinatura digital o nome de uma assessora da Secretaria Especial de Assuntos Parlamentares (SEAP), Thaís Amaral Moura. O tema já foi assunto de bate-boca no colegiado.

Operação do MPRN apura suposto esquema de desvio de dinheiro em Paraú


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (5) a operação Sujeito Oculto. O objetivo é apurar um suposto esquema de desvio de dinheiro público no âmbito da Prefeitura de Paraú. 

A operação investiga os delitos de estelionato contra a administração pública, peculato, contratação direta indevida, associação criminosa, desobediência à decisão judicial sobre suspensão de direito e lavagem de dinheiro. Com o apoio da Polícia Militar, a operação Sujeito Oculto cumpriu dois mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Paraú, Natal, Mossoró, Ipanguaçu, Parnamirim e Assu. 

Ao todo, participaram da ação 16 promotores de Justiça, 24 servidores do MPRN e ainda 68 policiais militares. Os mandados foram cumpridos na sede da Prefeitura de Paraú; nas Secretarias de Educação, de Agricultura e Pesca, de Saúde, de Assistência Social, e de Obras, Urbanismo e Transporte; em um posto de combustíveis; na sede de uma construtora e ainda nas residências dos investigados. O principal investigado na operação é o empresário Antônio Vicente Eufrásio Peixoto, marido da atual prefeita do Município. De acordo com o que já foi apurado pelo MPRN, ele contratou máquinas através de acordo verbal, sem licitação e documento formal, com pagamentos efetuados por terceiros e através de vales-combustíveis quitados pelo erário municipal. Vicente Eufrásio foi preso preventivamente. Para cometer os supostos delitos, Vicente Eufrásio contava com o apoio de Antônio Leodecio Fonseca, servidor da Prefeitura de Paraú responsável pela autorização de “ordens de combustíveis”. 

Leodecio Fonseca também foi preso preventivamente. O MPRN levantou que a possível atuação do grupo criminoso é permanente, desde o ano de 2018 até a presente data. A licitação da Prefeitura de Paraú para aquisição de combustíveis é de R$ 252.963,69. Mesmo assim, a empresa vencedora recebeu da Prefeitura entre os anos de 2019 e 2021 a quantia de R$1.298.689,16. Dados da quebra de sigilo bancário e fiscal de Vicente Eufrásio apontam que ele teve movimentação financeira superior a 712% a 1377% da sua renda líquida no período de 2016 a 2020. O empresário Antônio Vicente Eufrásio Peixoto encontra-se, atualmente, inelegível, em razão de ter suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do RN e, também, por uma condenação no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em uma Ação de Improbidade Administrativa. Por esse motivo, ele ficou impossibilitado de concorrer a cargos eletivos e tomar posse em cargos públicos. 

Na investigação, o MPRN detectou que ele atua no dia a dia da administração, havendo elementos que indicam a configuração do delito de usurpação do exercício de função pública. Com o material apreendido na operação Sujeito Oculto, o MPRN irá aprofundar as investigações e apurar se há envolvimento de outras pessoas no esquema de desvio de dinheiro público.

terça-feira, 4 de maio de 2021

"Estados dão aula de como salvar o turismo e a gestão do RN é incompetente”, diz representante do setor


O setor de Comércio, Serviços e Turismo é responsável, segundo o Sistema Fecomércio, por cerca de 65% do PIB do Estado. São mais de cinquenta atividades que têm relação com essa cadeia produtiva, considerada a “indústria” que mais gera emprego e renda para a população economicamente ativa. Mas os números do último ano não são nada animadores. De acordo com pesquisa realizada pelo SINDETUR-RN, Sindicato das Empresas de Turismo do Rio Grande do Norte, o segmento registrou uma queda de 70,77% no número de passeios realizados entre abril/2020 e março de 2021, em comparação ao período anterior à pandemia.“A pesquisa foi realizada entre as principais empresas de receptivos e passeios turísticos do estado, que representam 80% do mercado”, explicou Júnior Câmara, presidente do SINDETUR-RN. 

“O dado preocupa, o reflexo é muito forte nos municípios que recebem diariamente os turistas de “bate e volta” e existem diversos serviços relacionados, como passeios de barco, quadriciclos, buggy, restaurantes, barracas de praia, lojas de artesanato e ambulantes, que também estão sofrem com essa queda do fluxo de passageiros. A cadeia de atividades que depende destes turistas é enorme”, explica. 

As empresas de passeios não são as únicas que constataram a grande queda no movimento. Com a diminuição no número de voos diários para o Estado, os taxistas também relatam prejuízos. Numa cooperativa de táxis que atua no aeroporto com 120 veículos credenciados, alguns profissionais precisaram mudar de ocupação para garantir o sustento. 

“Nós dependemos do turismo, dependemos de ter turista na cidade e não somente os taxistas. É o hotel, o restaurante, o trabalhador que vende água de coco na praia. E nós estamos dentro desse contexto. Tenho colegas que precisaram sair do taxi e arrumar outro meio de vida porque só o táxi só não dá para manter a família e pagar as contas”, lamenta Rogério Azevedo, presidente da COOPCON. 

“Já tivemos excelentes momentos em que fazíamos oito corridas diárias. Começou a cair, quatro, três por dia, mesmo com os voos internacionais, mas isso foi diminuindo progressivamente. Antes da pandemia chegamos a ter quatro mil corridas/mês. No último ano tivemos mês com 186 corridas”, detalha Azevedo. ”Totalmente aos pedaços” Para Habib Chalita, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN), “O RN está totalmente aos pedaços, virou terra devastada para quem investiu em turismo, bares e restaurantes. Precisamos de ações para que a gente possa se reerguer. Somos a principal indústria geradora de empregos e renda. O que vai ser do Rio Grande do Norte, se não for o turismo?”, questiona. Chalita ainda reforça que os impactos negativos não atingem somente as empresas. “Quero saber qual é a indústria aqui dentro do Rio Grande do Norte que consegue desenvolver mais rápido, gerar mais emprego e arrecadar mais impostos do que a gente” e lamenta: “A cadeia do turismo vem sendo jogada no lixo. Os outros estados do Nordeste estão dando aula de como salvar o turismo. João Pessoa, Recife, Fortaleza, Alagoas, pegaram o Rio Grande do Norte e colocaram no bolso. Mostra a total incompetência da gestão estadual atual com o turismo”, critica. 

“O que passamos décadas para construir, em relação à indústria do Turismo no Rio Grande do Norte, foi jogado fora no lixo em um ano e três meses porque o governo do Estado não deu nenhuma assistência ao setor de turismo. A coisa mais fácil do mundo é você ver equipamentos turísticos, bares e restaurantes fechados em Natal. Virou comum”, finaliza.

Jean Paul Prates: “Sou pré-candidato à reeleição; ou o Senado, ou nada”


O senador Jean Paul Prates (PT) confirmou que é pré-candidato a renovar o mandato nas eleições de 2022 e que trabalha apenas com a possibilidade de ser candidato à reeleição, descartando completamente disputar outra candidatura, como a de deputado federal, caso não vingue o projeto majoritário. Dizendo-se “à disposição” para renovar o seu mandato por mais oito anos, tempo de duração de um mandato de senador, o petista assegura que “essa é a minha única opção: ou é o Senado, ou não é nada”.

 Em entrevista, Jean Paul Prates foi além e disse não temer enfrentar nas urnas nenhum dos dois nomes liderados pelo presidente Jair Bolsonaro no Rio Grande do Norte. Atualmente, pela oposição, dois nomes do bolsonarismo, os ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações), estariam de olho na vaga de Jean nas eleições gerais de outubro de 2022, quando estarão em disputa os mandatos de presidente da República, um terço do Senado, governador, deputados federais e estaduais. 

Sobre enfrentar Rogério ou Fábio, Jean afirmou ver com “naturalidade”. Para o petista, qualquer dos dois possuem “legitimidade” para lançarem-se como candidatos. “Acho legítimo da parte de qualquer um deles, que têm sido ministros, ser candidato. Eles vão ser avaliados pelo trabalho e pelo governo que estão associados. Não podemos escolher adversários, eles que têm que escolher”, afirmou o senador, que assumiu a cadeira que pertencia originalmente a Fátima Bezerra no Senado ainda em 2018, após a então senadora renunciar para assumir o cargo de governadora. 

“Quem tem que escolher quem irá disputar comigo são eles. Eles é que vão disputar com a pessoa que está sentada na cadeira, que sou eu”, acrescentou. “Vejo essa articulação – da oposição – com naturalidade. De mim não terão debate antecipado”. Apesar de achar natural a antecipação das discussões sobre 2022, Jean Paul Prates afirma que o foco, tanto dele, quanto da governadora Fátima, é administrativo. 

“Converso semanalmente com a governadora Fátima Bezerra sobre as nossas agendas e o nosso foco não está em candidaturas, mas sim, em administrar bem o Estado. Queremos saber como fazer para conseguirmos vacinas, como promover a melhoria na área de saúde, buscar medicamentos, ela no governo, e eu no Senado, inclusive complementando, através da legislatura, o que o governo federal tem deixado de fazer”, diz. Alternativas Se for para não ser candidato ao Senado, Jean Paul diz que existem outras maneiras de contribuir com o PT, ajudando a governadora Fátima Bezerra, se ela for reeleita, como secretário de Estado, ou até mesmo como ministro de Estado, em caso de hipotética candidatura e vitória de Lula nas eleições presidenciais.

 O que ele não admite é disputar outro cargo, como deputado federal ou estadual. “Até mesmo na iniciativa privada eu posso ajudar o país, como já ajudei o RN sendo secretário, e mesmo depois, durante seis anos sem ser secretário no período dos governos Robinson e Rosalba, quando fui empresário e consultor, criando empregos e trazendo desenvolvimento para o Estado. Não vejo essa necessidade toda de estar em cargo”, diz.

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Macau: Prefeito antecipa calendário de pagamento dos aposentados e paga parte da folha de dezembro nesta quarta-feira, dia 05


O calendário de pagamento dos aposentados e pensionistas municipais de Macau foi antecipado para esta segunda-feira, 03, conforme anunciou o Prefeito José Antônio de Menezes, adiantando que até esta quarta-feira, 05, a folha de dezembro de 2020 dos servidores inativos que ganham até R$ 1.500,00, será quitada.

Pelo calendário divulgado no início do ano, aposentados e pensionistas iam receber seus salários de abril, no dia 10 de maio. Para quitar proventos atrasados de 2020, deixados pela gestão anterior, a Prefeitura de Macau já desembolsou perto de R$ 7 milhões nos últimos 120 dias.

sábado, 1 de maio de 2021

Petrobras cortará preço do diesel e da gasolina nas refinarias a partir deste sábado; saiba valores


A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (30) que vai reduzir o preço médio da venda do diesel e da gasolina nas refinarias a partir deste sábado (1). 

O valor do diesel para as distribuidoras passará a ser de R$ 2,71 por litro, após redução 2,17% ou de R$ 0,06 por litro. Já o preço médio de venda da gasolina passará para R$ 2,59 por litro, após redução de 1,89% ou de R$ 0,05 por litro. Segundo a companhia, os preços de diesel e gasolina praticados pela Petrobras buscam equilíbrio com o mercado internacional e acompanham as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo. 

É bom lembrar que ontem (30) foi o último dia com isenção de PIS/Cofins para os caminhoneiros, uma medida adotada há dois meses para tentar ajudar a categoria em meio à crise econômica. Segundo a Petrobras, desde 31 de dezembro de 2019 e considerando os reajustes que vigorarão a partir de hoje os preços médios de diesel nas refinarias da Petrobras para as distribuidoras subiram 16,1%, enquanto os de gasolina tiveram alta de 34,8%. 

Desde o último reajuste, em 15 de abril, quando a Petrobras anunciou aumento dos combustíveis, o dólar — que é um dos componentes que justificam o sobe-e-desce dos preços —, recuou 4,6% até ontem. Levando em consideração atual (por volta das 11h25), a queda foi de 3,5%. Já o petróleo recuou 0,45% no mesmo período

PIX: Saiba como se prevenir para não cair em golpes


Serviço de transferência de dinheiro em tempo real que funciona 24 horas por dia, durante todos os dias da semana e de forma gratuita para pessoas físicas. Esse é o Pix que foi lançado em novembro de 2020 e, mesmo com todas as facilidades que trouxe ao mercado, ainda causa certa estranheza na população, o que aumenta também o número de golpes envolvendo o sistema. 

Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mais de 12 milhões de brasileiros já sofreram algum tipo de golpe financeiro pela internet nos últimos anos, o que representa um prejuízo de quase R﹩ 2 bilhões somente em fraudes. Pix No caso do Pix, o alerta é feito pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que afirma que, as tentativas de golpe registradas com o sistema foram relatadas por instituições financeiras e identificadas como phishing, que enganam as vítimas para que elas forneçam informações pessoais e confidenciais. 

Para Francisco Carvalho, CEO da Zipdin, techfin autorizada pelo Banco Central e que opera através de uma plataforma 100% digital que tem o objetivo de facilitar o acesso a crédito para empresas e pessoas, atenção é fundamental na hora de realizar qualquer tipo de operação online. 

“Com a digitalização dos serviços financeiros, é importante estar atento. Cada vez mais pessoas fazem compras e pagamentos por meio dos seus smartphones ou computadores, mas não sabem como se proteger dessas fraudes. É importante ter cuidado com supostas mensagens enviadas pelo banco, não clicar em qualquer link que receber e, principalmente, conferir antes o endereço do site em que está inserindo os seus dados”, afirma o executivo. 

Febraban Pensando em ajudar a tirar as principais dúvidas e baseado nas informações que a Febraban recomenda à população, Carvalho listou abaixo algumas dicas importantes divulgadas pela Federação. Confira: 

Clonagem do Whatsapp: neste tipo de golpe, os criminosos enviam uma mensagem pelo aplicativo fingindo ser de empresas em que a vítima tem cadastro. Após isso, solicitam o código de segurança, que já foi enviado por SMS pelo aplicativo, afirmando se tratar de uma atualização de cadastro. Com o código, conseguem replicar a conta de WhatsApp em outro celular. A partir daí, enviam mensagens para os contatos da pessoa, fazendo-se passar por ela, pedindo dinheiro emprestado por transferência via Pix. Uma medida simples para evitar que o WhatsApp seja clonado é habilitar a aaopção “Verificação em duas etapas”. Engenharia social com WhatsApp: esse é um tipo mais comum. O criminoso escolhe uma vítima, pega uma foto dela em redes sociais, cria uma nova conta no WhatsApp e, de alguma forma, consegue descobrir números de celulares da sua lista de contatos. Após isso, o bandido manda mensagem para amigos e familiares da vítima, alegando que teve de trocar de número devido a algum problema. Em seguida, pede uma transferência via Pix, dizendo estar em alguma situação de emergência. 

A orientação é ter cuidado com a exposição de dados em redes sociais, como, por exemplo, em sorteios e promoções que pedem o número de telefone do usuário. Falso funcionário de banco ou centrais telefônicas: aqui, o golpista entra em contato com a vítima se passando por um falso funcionário do banco ou empresa com a qual o cliente tem algum tipo de ligação, oferece ajuda para que o cliente cadastre a chave Pix e o induz a fazer uma transferência bancária. A Febraban alerta que os dados pessoais do cliente jamais são solicitados ativamente pelas instituições financeiras, tampouco funcionários de bancos ligam para clientes para fazer testes com o Pix. Bug do Pix: esse tipo de golpe apresenta uma “falha” ao executar qualquer atividade no sistema eletrônico. O próprio Banco Central já alertou que não há qualquer “bug” no Pix. 
A Febraban ressalta que o cliente sempre deve desconfiar de mensagens que prometem dinheiro fácil e que chegam pelas redes sociais ou e-mail.