terça-feira, 18 de maio de 2021

Fiern considera “inoportunas” as divergências políticas na pandemia


O presidente da Federação das Indústrias do RN (Fiern), Amaro Sales, em artigo publicado no site da entidade, qualificou como “indevida e inoportuna divergências políticas e até o enfrentamento ideológico” tendo como pano de fundo a vacinação contra a Covid-19. 

Mesmo entendendo fazer parte do processo democrático, Amaro entende que gastar tempo com esse debate “me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna”. “Deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia”, criticou. 

Para o presidente da Fiern, “todos precisam da vacina” e “o esforço para fazê-la chegar o quanto antes e ao maior número de pessoas deveria ser o grande sentimento nacional de articulação e unidade envolvendo Governos, Parlamentos, Judiciário, Ministério Público e sociedade brasileira”. Amaro reconheceu que “estamos – todos – exaustos diante da pandemia e que os profissionais da saúde, “sem dúvida, são heróis diante de tudo que ocorre há mais de 14 meses”. Salientou o que chamou de “luta diária, imensa e tensa” e os “empreendedores também estão diante das últimas forças. São heróis da resistência”. 

O dirigente pergunta no texto se a “vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da covid-19” e “se há consenso em torno da solução, por que não fazemos um grande esforço para consolidá-la?” 

Leia o texto na íntegra: 

“A vacina, já dito por muitos, é a solução mais eficaz para enfrentarmos a pandemia da COVID-19. Ora, se há consenso em torno da solução, porque não fazemos um grande esforço para consolidá-la? Entendo as divergências políticas e até o enfrentamento ideológico e eleitoral. Faz parte do processo democrático. Entretanto, deixarmos de lado o que é devido e importante para ocuparmos nosso tempo com temas secundários diante da gravidade da pandemia, com o devido respeito, me parece uma conduta totalmente indevida e inoportuna. Todos precisam da vacina! O esforço para fazê-la chegar o quanto antes e ao maior número de pessoas deveria ser o grande sentimento nacional de articulação e unidade envolvendo Governos, Parlamentos, Judiciário, Ministério Público e sociedade brasileira. Estamos – todos – exaustos diante da pandemia… Os profissionais da saúde, sem dúvida, são heróis diante de tudo que ocorre há mais de 14 meses. Luta diária, imensa e tensa! Os empreendedores também estão diante das últimas forças. São heróis da resistência. Não tem sido fácil para ninguém, mas para os empreendedores tem sido ainda mais difícil diante de medidas que limitam o fluxo de pessoas, o funcionamento de estabelecimentos e, no quadro geral, a crise econômica que afeta seriamente o consumo e, consequentemente, os negócios em geral. A vacina, além de salvar vidas humanas, o que é a prioridade, possibilitará o retorno de várias atividades econômicas e fortalecerá outras tantas! É fundamental, em resumo, para a economia. Portanto, apresenta-se com, pelo menos, três grandes consequências: a vacina salva vidas, restabelece o ciclo virtuoso da economia e abrirá, novamente, as portas de inúmeras famílias e amigos para o reencontro tão desejado nos últimos meses! A pandemia gravemente nos afastou da convivência de tantas pessoas de nossa estima e de hábitos que nos ajudavam a trazer felicidade aos nossos dias. Somente a vacina, como medida eficaz, pode restabelecer o “nosso normal”, mesmo que ele seja “o novo normal”. Neste sentido, enfim, reconhecendo o esforço que já resultou em quase 83 milhões de doses distribuídas, fica a pergunta: dada a gravidade do momento e considerando que já temos uma solução, porque não envidar todos os esforços na direção de fortalecê-la? É necessário que cada um assuma sua parte nesta missão e atue como for possível. À exemplo do Sistema Indústria no Rio Grande do Norte que, em parceria com as Prefeituras de Natal e Mossoró, estruturou 35 pontos de vacinação em um modelo que é referência de qualidade para todo país. O “Ação pela Vida” conta com a expertise do SESI-RN atuando na coordenação dos postos; o SENAI-RN com a infraestrutura, cessão de espaço, pessoal de apoio e protetores faciais; além do IEL-RN que intermediou estagiários para a Ação e a FIERN na coordenação institucional. A Ação Pela Vida já imunizou mais de 17 mil pessoas e segue em seu compromisso de acelerar o processo de vacinação. Questionamentos, equívocos, interpretações diferentes, aprendizados, isto é, existem falhas em tudo e não seria diferente diante de uma pandemia para a qual o mundo não estava preparado. Mas, o momento exige olhar para frente, corrigir eventuais equívocos e resolver! Politizar a solução, montando palanques diante da pandemia, não é postura que ajude o Brasil. Pensemos nisso! E que Deus nos ajude!”
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário