quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Líder do governo de Fátima Bezerra é favorável à aliança do PT com MDB


“Nós não podemos perder de vista a capilaridade do MDB aqui no Rio Grande do Norte, um partido que tem mais de 30 prefeitos, centenas de vereadores, são muitas lideranças locais, muito desses prefeitos inclusive já são parceiros do governo do Estado. Quero destacar também que na própria Assembleia Legislativa do RN, um dos deputados do MDB, Dr. Bernardo Amorim é da base de apoio ao governo”, com essa declaração, Francisco do PT, líder do governo na Assembleia Legislativa, sinalizou positivamente à possibilidade de aliança política entre o PT e o MDB.

“Eu imagino que é extremamente positivo reelegermos a governadora Fátima Bezerra (PT), para que ela continue com o importante trabalho de reconstrução do Rio Grande do Norte. E é preciso que em um segundo mandato de Fátima, nós tenhamos a questão de uma aliança que reforce ainda mais a questão da governabilidade. Então, se um partido político dialoga com o PT, no sentido de apoiar um governo que vem dando certo e que conta com a aprovação do povo potiguar, eu não vejo nenhuma dificuldade que esse diálogo seja aprofundado, como é o caso do MDB”, afirmou o líder do governo Fátima na Assembleia, em entrevista nesta terça-feira (21), ao Jornal AGORA RN.

Segundo Francisco do PT, “Alianças políticas são feitas entre partidos diferentes, entre pessoas que pensam diferente uma das outras. Porque se todo mundo pensasse igual, estavam todos em um mesmo partido, não havia a necessidade de termos partidos diferentes”, opinou.

Essas afirmações do deputado Francisco, são resultado de uma reaproximação do PT com o MDB, não só aqui no Estado, mais também em outras regiões do Nordeste, sobretudo após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ter visitado Natal e se reunido com a cúpula do MDB, o ex-senador Garibaldi Filho e o deputado federal Walter Alves, para formar uma aliança entre os dois partidos no Rio Grande do Norte, que irá compor o palanque em busca da reeleição da governadora Fátima Bezerra (PT).

Segundo Francisco, essa não é a primeira vez que o debate das alianças partidárias é feito no PT: “Mas eu não tenho nenhuma dúvida de que ao final, o que for decidido em conjunto, pela maioria do nossos companheiros de partido, será respeitado, como sempre foi. Portanto, eu tenho um profundo respeito às opiniões de cada membro do PT em relação às alianças e outros temas”, finalizou.

Relator da CPI da Covid afirma que não houve corrupção

A CPI da Covid-19 no RN está com cerca de 1 mês e meio de funcionamento, já foram ouvidos depoimentos de servidores do Estado e sócios de empresas sobre os cinco dos doze contratos que serão analisados.

Em entrevista ao jornal Agora RN, o deputado Francisco do PT, relator da CPI, afirmou: “Já recebemos documentos relativos aos contratos que foram investigados e, até o momento, não tivemos nenhuma informação nos depoimentos sobre os fatos elencados no requerimento da CPI, que apontam para supostas práticas de irregularidades ou danos ao Erário estadual. Alguns relatos indicam possíveis erros processuais ou fatos que não possuem conexão com as investigações. A existência de combinações para favorecimento de empresas, corrupção, vantagens pessoais, interferências indevidas de agentes públicos da Sesap ou do Governo, até aqui não se configuraram”, enfatizou.

De acordo com o relator, já há data prevista para a CPI ouvir o depoimento da empresária que fez delação premiada na Bahia: “A previsão para que a empresária Cristiana Prestes Taddeo, dona da empresa Hempcare Pharma, seja ouvida pela CPI da Covid-19 no Estado é o dia 13/10”, afirmou Francisco do PT, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 na Assembleia Legislativa
Segundo o relator da CPI da Covid-19 no RN, outro personagem importante que deverá comparecer à Comissão para esclarecer “fatos” é Carlos Gabas, secretário-executivo do Consórcio Nordeste, que foi quem validou a compra dos 300 respiradores: “Em princípio, o depoimento dele estava previsto para acontecer no dia 06/10. Mas, essa data poderá ser alterada, pois queremos ouvir primeiro a senhora Cristina. Essa possibilidade ainda está sendo discutida”, explicou.

Em entrevista recente ao AGORA RN, Kelps Lima, presidente da CPI da Covid-19 no Estado, informou que Cristiana Prestes Taddeo fez delação premiada no Estado da Bahia: “Por isso, temos a urgência em ouvi-la primeiro”, explicou.

A empresária Cristiana Prestes Taddeo teria embolsado R$ 48 milhões de reais ao vender 300 respiradores destinados a nove Estados do Nordeste. O dinheiro foi pago antecipadamente pelo Consórcio Nordeste e a mercadoria não foi entregue.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário