quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Fátima admite aliança do PT com o MDB dos Alves e PDT de Carlos Eduardo



A governadora Fátima Bezerra (PT) confirmou que o seu partido está conversando com forças políticas de centro esquerda para a composição de uma frente partidária ampla, visando as Eleições de 2022. As siglas que devem compor esta aliança são as que fazem oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e, dentro desta estratégia, estão incluídos o MDB e o PDT. A governadora declarou que as vagas de candidatos à vice, e ao Senado, na sua chapa majoritária, podem ser preenchidas por partidos que vão compor esta frente, abrindo a possibilidade para o MDB e o PDT, durante entrevista à rádio Jovem Pan News Natal, nesta quarta-feira 15.

“Existem sim conversas com o MDB, também houve a sinalização por parte do PDT com nosso vice-governador Antenor Roberto, que é um grande parceiro e vem desempenhando sua função de vice com maestria. Mas, sabemos também que ele (Antenor Roberto) é uma liderança partidária, muito natural que converse com outros partidos. Essa frente deve ter perfil progressista. Não entra bolsonarista. Uma frente que reúna os partidos de centro esquerda”, disse.

Fátima Bezerra afirmou que não pensa em processo eleitoral, que seu tempo é voltado para administração estadual, para sua gestão, e que as negociações partidárias estão a cargo do chefe da Casa Civil, Raimundo Alves. “Meu tempo está todo tomado para gestão, nós temos muita coisa boa para anunciar. Evidentemente que as conversas políticas estão acontecendo, elas estão a cargo do núcleo político do governo, quem tem coordenado estas conversas é o chefe da Casa Civil Raimundo Alves. Ele está conversando sim com vários partidos. Eu, particularmente, comungo da tese do presidente Lula, que se faz necessário, mais do que nunca, diante da conjuntura que ai estar, com retrocesso, obscurantismo, conservadorismo, inflação voltando , carestia, desigualdade social […] diante desta conjuntura, eu concordo com que devemos ter maturidade política para fazer uma frente de caráter mais amplo”, declarou.

A petista admitiu que tanto a vaga ao Senado, quanto à vice vai entrar nesta discussão. Com relação às declarações da deputada Natália Bonavides (PT) de que não admitia uma chapa sem o nome do senador Jean Paul concorrendo à reeleição, Fátima Bezerra considerou natural e argumentou que há discussões dentro do PT, porém após uma decisão tomada, todos acatam. “No momento oportuno vamos debater tudo isso. Se outros partidos vierem discutir conosco, não vamos rejeitar apoio. Os debates fazem parte do PT. Nosso partido tem essa característica. Todos nós sabemos que este debate é feito dentro do partido, porém, após a decisão final, sempre existe unidade e todos defendem as decisões tomadas dentro do partido”.

E acrescentou: “Todos sabem que tenho um carinho enorme pelo companheiro Jean Paul, que me sucedeu, aliás faz um trabalho importante no Senado Federal pelo povo do Rio Grande do Norte, com muita dignidade, muito talento e muita competência. Mas, o que eu quero colocar, veja bem, é que esse time a ser formado, a aliança, a tática, tanto para disputa majoritária, quanto para disputa proporcional – levando em consideração esse dado novo que é a possibilidade da constituição das federações partidárias -, tudo isso traz para nós a necessidade de fazermos o debate, olhando do ponto de vista da estratégia eleitoral”.

Fátima Bezerra ainda ressaltou que, no momento certo, o caminho será o que se mostrar mais adequado. “Evidentemente que as escolhas serão feitas pelo conjunto dos partidos que vão integrar a aliança, que vão ter maturidade, sabedoria e responsabilidade política para definir a melhor estratégia, isso é coisa lá para o ano que vem”, frisou.

CPI da Covid-19 no RN

A governadora comentou também sobre a situação da compra malsucedida de respiradores pulmonares através do Consórcio Nordeste junto à empresa Hempcare em 2020, dizendo que não medirá esforços para reaver os R$ 4,9 milhões pagos pelo Estado para receber 30 aparelhos que não foram entregues. “O Governo, através da Procuradoria Geral do Estado, que é quem cuida dessas demandas, já entrou com ações (para recuperar a verba). Vamos lutar até o fim para receber o dinheiro do Estado”, declarou a governadora, lembrando que foi o próprio Consórcio Nordeste que fez a denúncia contra as empresas envolvidas na compra, e destacou que o pagamento antecipado dos respiradores estava de acordo com o que a legislação previa.

Sobre a CPI da Covid na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Fátima elogiou o relatório feito pelo relator, deputado Francisco do PT, e evidenciou que a CPI não encontrou quaisquer irregularidades em contratos feitos pelo governo. Fátima elogiou a participação dos servidores que foram convocados pela CPI e destacou a postura dos profissionais de saúde que arriscaram suas vidas para salvar outras vidas.

“Mesmo com pandemia devastadora, RN tem choque de gestão em três anos de mandato”, diz Fátima.

Antes de falar sobre política, a governadora comentou sobre sua gestão, mostrando que tirou o Rio Grande do Norte de um estado deplorável e o colocou nos trilhos, inclusive servidores sem receber seus salários, com apenas R$ 3 milhões no cofre público e uma dívida de mais de R$ 1 bilhão. “Encontramos um Estado na UTI, falido, e mesmo atravessando um período pandêmico, honramos com nosso compromisso. Foi um período desafiador, nós não contávamos com uma pandemia tão devastadora como esta que temos enfrentado, muitas perdas, impactos diversos […] mas com consciência, primeiro perante à Deus, e depois perante o povo do Rio Grande do Norte, fizemos o possível e o impossível para mitigar os efeito da pandemia no Estado”, falou.

E acrescentou: “O pior da pandemia já passou, mas fez com que a minha agenda ficasse represada. Meu perfil é do contato direto, foi assim como militante e como parlamentar, no governo não poderia ser diferente. E, agora, depois que tomei a terceira dose da vacina, estou fazendo estes contatos e levando benefícios direto para a população, benéfico concretos, como a estrada para a comunidade Boi Selado no município de Jucurutu, que tive a oportunidade de visitar nesta semana”.

Fátima Bezerra denunciou o desmonte dos equipamentos de Educação promovido pelo governo federal, e fez questão de frisar as reformas e ampliação das escolas, em um total de 160 unidades, o programa Nova Escola Potiguar, onde estão inseridos os IERNs, que com a fase 3 serão 12 unidades espalhadas pelo Estado, um investimento de mais de R$ 400 milhões. Falou também do Geração Conectada, onde serão destinados entre R$ 40 e 50 milhões, que vai beneficiar 615 escolas com acesso à Internet e equipamentos de informática.

Lembrou do compromisso de devolver à Natal e ao Rio Grande do Norte, até dezembro, seis equipamentos culturais, quatro deles já entregues: a Biblioteca Câmara Cascudo, a Escola de Dança, o espaço de artes visuais Pinacoteca, e o Papódromo. No próximo sábado 18, entrega o Teatro Alberto Maranhão, e no dia 25 de dezembro a Fortaleza dos Reis Magos.

Em relação aos servidores, ressaltou que, além de colocar o salário em dia, reestruturou o plano de cargos e carreiras de algumas categorias, introduziu o sistema de verticalização na remuneração dos professores. E promoveu a melhoria salarial de onze categorias. E, está saldando a dívida junto aos fornecedores.

No âmbito da Segurança Pública promoveu concurso público para Polícia Civil, e ano que vem vai convocar 300 novos delegados, agentes e escrivães. Nomeou 1.017 policiais militares, este ano foram 290 convocados. Foram convocados também 300 novos bombeiros e 147 policiais penais. No próximo ano, terá concurso para PM, serão 1.158 novas vagas.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário