segunda-feira, 12 de abril de 2021

Mourão diz que CPI tem que “envolver também estados e municípios


O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou, na manhã desta segunda-feira 12, que concorda com a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – durante conversa com o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) – em ampliar a CPI da Covid, para que a investigação seja ampliada, também, a governadores e prefeitos. “Como está colocado ali, ela tem dois aspectos. Um é muito amplo: ações de combate à pandemia. Acho que tem que envolver também estados e municípios”, disse o general. 

Na conversa, feita por ligação no último sábado 10, Bolsonaro comenta que as responsabilidades poderia vir todas dele. “Se não mudar o objetivo da CPI, ela vai vir para cima de mim. O que tem que fazer para ser uma CPI útil para o Brasil: mudar a amplitude dela. Bota presidente da República, governadores e prefeitos”, afirmou. A comissão instalada no Senado Federal deve apurar as omissões do governo federal no combate à pandemia. 

O assunto divide opiniões entre os parlamentares. Contudo, o ministro do Supremo Tribural Federal (STF) Luís Roberto Barroso determinou que a situação seja investigada. Perguntado sobre o teor da conversa entre o senador e chefe do Executivo, Mourão disse: “A conversa entre o presidente e o senador Kajuru: não vejo nada demais. Não passa disso aí, uma conversa”. Investigação de ministros do STF Na conversa entre o parlamentar e Bolsonaro, o titular do Planalto incentiva e parabeniza ações contra o STF. O presidente comenta que Kajuru precisa “pressionar o Supremo para colocar em pauta o impeachment (de ministros) também”. Em resposta, Kajuru ressalta que já fez isso. Na sexta-feira 9, o senador entregou pedido para que o ministro do STF Alexandre de Moraes seja investigado – e ganhou “parabéns” do chefe do Executivo. “Eu só queria que o senhor desse crédito a mim nesse ponto”, reclama o congressista. E fala para o presidente não generalizar os parlamentares e separar “o joio do trigo”. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para a próxima quarta-feira 14 o julgamento em plenário da determinação do ministro Luís Roberto Barroso para que o Senado instale a CPI da Covid, que mira a atuação do governo federal no combate à pandemia.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário